sexta-feira, 8 de julho de 2016

Lago Todos Los Santos e Saltos de Petrohue


Um dos passeios mais lindos no Sul do Chile



Saímos de Puerto Varas em uma manhã morna de verão para conhecer mais uma atração da região dos lagos e dos vulcões. Conjugamos o passeio com a ida ao vulcão Osorno, passeio que conto aqui. Pois o vulcão, o lago Todos Los Santos e os Saltos de Petrohue, ficam na mesma direção, perto de Enseñada. Procuramos aglomerar pontos turísticos que sejam próximos. Raramente programamos grandes quilometragens ou muitas atrações para um mesmo dia. 
Lago com vulcão Osorno ao fundo

Partimos de Puerto Varas, costeando o lago Llanquihue, dirigindo aproximadamente 60 quilômetros através da Ruta 225, uma estrada de mão dupla bem asfaltada, tranquila e costeada por ciclovias. O caminho é bonito e ornamentado pelas bem-cuidadas propriedades rurais da região. Perto de Enseñada há uma bifurcação: para a esquerda, continuando pela estrada de asfalto, fica o caminho para o vulcão Osorno. Seguindo à direita, por uma estrada de terra pedregosa, chega-se aos Saltos de Petrohue e ao Lago todos Los Santos. Desde a bifurcação, dirigimos uns quatro quilômetros até chegar ao o lago.
Passeio: opção de barcos diversos
Tiramos a manhã para a parte do lago. Foi uma experiência muito positiva, já que neste horário o vulcão costuma ainda estar coberto por uma névoa. Já o lago, costuma estar ensolarado e propício para a navegação.

Quando nos aproximamos do lago foi inevitável a abordagem dos muitos barqueiros oferecendo passeios. Escolhemos o nosso pela sua honestidade informando na chegada que não precisávamos parar o carro no estacionamento pago. Pois havia um grande estacionamento público mais adiante, a uma caminhada de poucos metros até o lago.

A primeira vista percebemos que o lago é lindo e deslumbrante. Após decidirmos qual a modalidade de passeio e barco que tomaríamos, seguimos com nosso barqueiro e mais um casal de venezuelanos navegando pelas águas cristalinas e turquesas, que encantam qualquer um. O passeio custou $4.000 pesos por pessoa (aproximadamente 6 dólares).  
Casa de bonecas no lago
O barqueiro, de origem indígena, contou que morava na outra margem do lago, onde praticamente toda a família também habitava há diversas gerações. Informou-nos que passaria por lá para pegar seu filho de seis anos, que estava de folga da escola. Na parada, descobrimos que é possível acampar na outra margem.
O guia, o barqueiro e a equipe do Viajando com Puny
A partir de então, navegamos serenamente pelas águas ouvindo um menino esperto contar, quase melhor que seu pai, as lindas histórias e lendas sobre o lago. E a magia foi escutá-las enquanto admirávamos o entorno extasiante, com paisagens de tirar o fôlego.
Transparência da água
O barqueiro navegou pelo centro, depois foi às margens do lago para mostrar alguns locais onde se via a profundidade e a transparência cristalina das águas. Passamos ainda por duas residências tradicionais às margens do lago. Uma delas tinha uma casa de bonecas no meio do lago. Mas não há muito feito pelo homem no lugar. O que encanta mesmo é a natureza deslumbrante por todo lado.

Optamos pelo passeio pelo lago, mas quem tem mais tempo, pode ir até Peulla, a parada do outro lado do lago, que leva ao caminho para Buenos Aires. Em Peulla, há hotéis, caso a pessoa queira se hospedar por lá.

Saltos de Petrohue

Saindo do lago Todos Los Santos, fomos em direção aos Saltos de Petrohue, que ficam a uns dois quilômetros da volta do lago. Há estacionamento pago dos dois lados da estrada. E a entrada para ir ver os Saltos é paga. Pagamos 1.500 pesos por pessoa em fevereiro deste ano. (aproximadamente USD2.25).
Saltos de Petrohue
Os Saltos não estavam com volume de água muito grande, mas mesmo assim estavam bonitos de se ver. Há pontilhões de madeira por todo o caminho, com saídas secretas que levam a diversos recantos. É uma boa atração.

Dos Saltos de Petrohue, seguimos para o Vulcão Osorno, em uma viagem que conto aqui.

Explico que os superlativos usados no texto não são um exagero. Pois este passeio não pode ser expresso de outro modo. Belíssimo!

Destaco que, se você tiver possibilidade,programe-se para visitar dois pontos que não pudemos usufruir no caminho:

1 - Lavandas de Ensenada: localizada no Km 36 da Ruta 225.  Não tinha lido nada sobre este lugar, mas passando na estrada, vi uma placa sobre a propriedade. Mas já era tarde, estávamos com fome e  por isso seguimos adiante.
Onces Bellavista: café variado
2 – Café Onces Bellavista: fica no Km 34,2 da Ruta 225. Estava em nosso roteiro, mas como terminamos o vulcão mais cedo do que esperado, preferimos ir almoçar em Puerto Varas. Pois o Onces Bellavista serve um grande e delicioso café - onces são cafés no estilo chá das cinco inglês, cheio de gostosuras, bolinhos, sanduíches, geleias, etc. E naquele dia queríamos uma refeição proteica e quente. De qualquer modo, paramos para conhecer e tirar umas fotos. É uma bonita propriedade, tem lhamas e é boa também para casais com crianças. 

2 comentários:

  1. Que paisagens deslumbrantes e que azuis lindos...

    ResponderExcluir
  2. Concordo, Marina! São mesmo deslumbrantes as vistas no entorno do lago Todos Los Santos. É difícil de descrever!
    Obrigada pela sua visita aqui no blog.
    Bjs, Adriana

    ResponderExcluir

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!