quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Gran Cayman - Desembarcando em Georgetown



O arquipélago formado pelas Ilhas Cayman (Gran Cayman, Pequena Cayman e Cayman Brac) compõem um território ultramarino britânico (apesar de serem controladas pela coroa britânica, essas ilhas têm seu próprio governo que as administra, ficando o Reino Unido encarregado da sua proteção, dos negócios e das relações externas). Ficam localizadas no Caribe e seus vizinhos mais próximos são a Jamaica e Cuba – aproximadamente 300 quilômetros de distância. 


Em  um cruzeiro com a Royal Caribbean, visitamos esta ilha por um dia, no início de setembro. O navio ancorou e desembarcamos em barcos auxiliares que nos levaram ao porto de Georgetown – a capital das ilhas, localizada em Grand Cayman. 

As pesquisas que fizemos indicavam que poderíamos pegar um táxi no porto para nos deslocar até as praias. Nosso destino, Seven Mile Island – uma bonita praia de águas muito azuis – custaria algo em torno de 5 dólares por pessoa. Mas logo quando saímos para procurar o táxi, encontramos um ônibus, que iria até a de Seven Mile Island, seguindo para outros destinos mais, ao preço de apenas 2 dólares e 50 centavos por pessoa. Um detalhe divertido é que o motorista do ônibus vai acenando em busca de possíveis passageiros provenientes do cruzeiro. Funcionou muito bem este transporte  e recomendamos. 

Apesar do dia nublado, estava quente e nem a chuva tímida que caiu em alguns momentos nos impediu de aproveitar a praia. Em Seven Mile Island alugam cadeiras e guarda-sóis (5 dólares a peça). Há bares, barracas de venda de água de coco, bebidas e comidas típicas na praia. A orla é muito bonita e arriscamos snorkeling para ver uns poucos peixes. Passamos um dia de praia agradável. As praias são públicas e a sensação é de segurança no local. 

Nossos planos eram dali ir até Tiki Beach, para conhecer. Mas com o pouco tempo disponível, preferimos retornar no mesmo ônibus para a cidade, em busca de wi-fi grátis. 

Andamos pelo centrinho e constatamos que Georgetown é semelhante a algumas cidades caribenhas que visitamos, como nas Bahamas e em St. Marteen. Suas ruas são organizadas e limpas. Seu comércio tem lojas de joias, relógios, diamantes e alguns suvenires. Nada especial em termos de compras, artes ou artesanatos.

Utilidades:

Idioma falado: inglês
Moeda oficial: dólar das ilhas Cayman (KYD). Mas dólares americanos e cartão de crédito são amplamente aceitos. 
Gastronomia típica: rum punch e bolo de rum. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!