sábado, 12 de novembro de 2016

Costa Maya, México - Chegando de Navio


Costa Maya fica no estado Mexicano de Quintana Roo, que é banhado pelo mar do Caribe e está localizado na costa do México, um país da América Central. 

Como todas as cidades do Caribe tem como grande atrativo as praias. Chegar de navio à Costa Maya é um boa experiência, já que o porto fica em uma localização acessível às praias. Como tínhamos apenas um dia para gastar por lá, traçamos nosso roteiro escolhendo apenas uma praia para visitar. Mas existem diversas, uma ao lado da outra, com características bem semelhantes, de acordo com nossas pesquisas.
Piscina  no porto 

O porto de Costa Maya é bem infra-estruturado, com boa wi-fi gratuita, farmácia e lojinhas de souvenir com uma variedade de lojas de pratas e outras com artigos mexicanos que reportam a civilização Maia. Tem até uma grande piscina onde os turistas podem se refrescar na volta da praia. Os locais recebem os turistas de maneira festiva e andar pela cidade transmite segurança. 

Optamos por pegar um táxi para ir até Mahahual Beach, que fica a quatro quilômetros do porto, uns 10 minutos de carro. Andamos para fora do porto e buscamos um táxi, que cobrou oito dólares pela corrida. Os taxistas locais tem fama de ser honestos e isso foi confirmado em nossa experiência. Pesquisas indicavam que também poderíamos pegar um shuttle para nosso destino por três dólares por pessoa. 
Restaurantes a beira-mar
A escolha de Mahahual Beach foi feita baseada na sua proximidade com o porto. É uma praia popular, com bastante gente, mas o que mais nos atraiu foi o anúncio de ter a melhor barreira de corais para mergulhar (bucear, a palavra em espanhol). E realmente o lugar é deslumbrante.

Além disso, a praia é famosa por ser cheia de “mimimi”, com atenções desde camas na praia, redes no mar, massagens pagas, drinques levados na água, etc. Tem também wi-fi nos bares, mas isso é comum nas praias do Caribe. A praia é realmente fascinante, com uma cor de água maravilhosa.


É inegável que as praias são lindas
Mas o tudo feito para agradar ao turista não nos agradou muito. Pois em Costa Maya parece que ainda “exploram o turista e não o turismo”. Isto é gritante nos preços aplicados nos cardápios dos restaurantes. Exemplo: os peixes pescados em frente à praia têm preços exorbitantes. Água de coco colhido na abundância de coqueiros em frente ao mar, custava uns cinco dólares. Conclusão: restaurantes cheios de gringos, mesas com pouco consumo. Principalmente porque eram em sua maioria provenientes do navio, onde sabiam ter boa comida grátis garantida. Ouvimos o taxista falar que quando o navio ia embora os produtos todos baixavam de preço. Uma pena! Estávamos preparados para comer lagosta, mas o preço praticado no local era algo irreal. Deixamos para comer lagosta nos Estados Unidos por um valor aproximado de um terço do cobrado em Costa Maya. E por muito menos, também comemos comida mexicana nos Estados Unidos. 
Peixes bonitos, preços salgados

Optamos por ficar no Restaurante Bar Big Mama, na beira-mar, recomendado no Trip Advisor como comida boa com preço acessível. Checamos que os preços não são acessíveis, mas dentro da média dos preços praticados em Mahahual.  Pedimos uns camarões e pratinhos típicos mexicanos com peixes. Nada que tenha valido muito.  Além disso, os restaurantes locais pecam no quesito higiene. Enfim, deu pena! Pois Mahahual tem um potencial turístico enorme. Poderiam investir melhor nisso.
Comidinhas mexicanas no Big Mama


Outras Informações:


  • A moeda mexicana é o peso, mas aceitam dólares. 
  • Outras praias pesquisadas, mas não visitadas: Maya Chan Beach (9,1 quilômetros do porto) Yaya Beach (3,9 quilômetros do porto) 
  • O que comer: comida mexicana (fajitas, guacamole, etc) e frutos do mar como lagostas e camarões.
  • O que comprar: pratas e souvenires locais, 
Rua de comércio e restaurantes, em frente a praia

  • Leia mais sobre o México AQUI;
  • Leia mais sobre o Caribe AQUI.




domingo, 6 de novembro de 2016

Rondo Frios em Resende, RJ

Destaque Gastronômico no Viajando com Puny




 Se você for a Resende, no sul do estado do Rio de Janeiro, o Viajando com Puny tem uma boa sugestão gastronômica para você levar guloseimas da região e outras seleções especiais do Brasil e do mundo para a sua casa: é o Rondo Frios Delicatessen! Uma mistura de armazém com bistrô que tem tudo que você precisa para incrementar a sua cozinha! Como eles mesmos dizem, são mais de 6000 itens variados, dentre cervejas, vinhos, bebidas finas, conservas, iguarias, embutidos, queijos, doces, etc.

Sendo ou não da região, vai se encantar e surpreender com a variedade de queijos, muitos deles uma seleção dos melhores mineiros e outros importados. As trutas também são um artigo típico regional. Além disso, há especiarias como biscoitos, doces e chocolates de dar muita água na boca.

Recentemente foi incorporado a casa um Café, onde os clientes podem degustar no local enquanto fazem compras. 

Além disso tudo, o ambiente é de extremo bom gosto, com um bonita adega rodeando o alto do estabelecimento. Um deleite para o paladar e para os olhos. 

Para saber maiores detalhes, visite a página do Rondo Frios clicando aqui.

Endereço: Rua João Ferreira Pinto, 141
Bairro Comercial, Resende, RJ
Tel. (24) 3360-0163

Lembramos que para tornar-se um Destaque Gastronômico no Viajando com Puny o estabelecimento deve fazer por onde merecer. Frisamos uma vez mais que o blog não recebe nenhum tipo de cortesia para este tipo de publicação. Para ser publicado aqui, precisamos realmente ser surpreendidos!